Vídeo de apresentação de “Bem-estar comunitario através do Caminho de Santiago” na USC TV (08.07.2020)

A Mediateca da USC TV disponibiliza um  vídeo de apresentação do volume que recebeu o III Prémio de Investigação sobre o Caminho de Santiago e as Peregrinações

 

Elias Torres Feijó, autor da obra premiada, apresenta Bem-estar comunitário e visitantes através do Caminho em Santiago. Grandes narrativas, ideias e práticas culturais na cidade (Compostela: Andavira, 2019)

No trabalho, identificam-se 3 grandes narrativas que, com relação a Santiago de Compostela, vão sendo desenvolvidas desde os anos 80 e estendo-se na década de 90 do século passado – ligadas ao Caminho de Santiago – para chegar até hoje deixando importantes impactos na cidade: o discurso da Igreja, o da UNESCO e a União Europeia e o que se veicula através da obra literária do brasileiro Paulo Coelho.

Assim, é possível falar-se da “caminhização” da cidade de Santiago de Compostela, fenómeno através do qual se assiste à redução da pluralidade e da diversidade (da imagem) de Compostela, em favor de uma ideia ligada fundamentalmente ao Caminho, o que implica não apenas um empobrecimento notável mas também ausência de atenção à comunidade local ou, no mínimo, que ela esteja opacada.

A pesquisa foi realizada no quadro do projeto “Narrativas, usos e consumos de visitantes como aliados ou ameaças para o bem-estar da comunidade local” (Referência FFI2017-88196-R), parcialmente subsidiado por Fundos FEDER e Ministerio de Ciencia, Innovación y Universidades. Nela identificam-se as ideias fortes que se estão produzindo sobre Santiago, estudadas tanto através de textos literários e de produtos audiovisuais, como também graças às entrevistas realizadas a mais de 2000 visitantes (procedentes doutros lugares da Galiza, da Espanha, de Portugal e do Brasil), a umas 900 pessoas da Compostela urbana e da rural, mas também residentes em Ames e Teo, e a mais de 400 comerciantes de Santiago.