Na “Oficina ibérica CISPAC”, Elias Torres Feijó pensa a comunicação do futuro Centro de Investigação Singular (29.11.2019)

Com organização da Junta da Galiza e das três universidades galegas – em destaque a USC – aconteceram entre os dias 27 e 29 de novembro, na Casa de Europa da USC (Vista Alegre – Compostela) e no Faro de Fisterra, umas jornadas de trabalho que, sob o título Workshop ibérico CISPAC”, debateram o sistema de ciência e de organização do futuro Centro de Investigação Singular das Paisagens Culturais (CISPAC), bem como o seu quadro estratégico.

Foi um primeiro encontro para a definição conjunta – contando com a participação de aproximadamente 20 reconhecidos especialistas ibéricos nos campos de investigação das ciências sociais e humanas – da agenda científica que pode ser desenvolvida num futuro centro destinado à pesquisa das paisagens (culturais).

Na ocasião, Elias Torres Feijó, do grupo Galabra – USC, apresentou uma proposta de modelo comunicacional para o centro, sob o título “Pensar la comunicación del CISPAC”, na última sessão do encontro.

Na sua intervenção, Elias Torres destacou a importância de situar a comunicação da investigação como uma das vias fundamentais do Compromisso Social Investigador, tanto para garantir a transferência à(s) comunidade(s) do conhecimento elaborado na academia – em forma de retorno – como para integrar nas pesquisas as preocupações e demandas da(s) comunidade(s) envolvida(s), afetada(s) ou interessada(s).