Intervenção de Emilio Carral Vilariño em “Mundos rurais emergentes” apresenta a agricultura familiar como alternativa (16.12.2020)

No dia 16 de dezembro de 2020, Emilio Carral Vilariño (Galabra – USC) participa nos encontros “Mundos rurais emerxentes: novas encrucilladas e retos futuros”, organizados pelo Grupo de Estudos Territoriais (GET) da Universidade da Corunha para abordar os recentes processos de desconfiguração e reconfiguração social de territórios rurais ao longo das duas primeiras décadas do século XXI.

A intervenção de Emilio Carral está subordinada ao título “O pequeno é grande. A agricultura familiar como alternativa: o caso galego”, que remete de modo direto para a obra publicada – em co-autoria com Xoán Carlos Carreira Pérez – no ano 2014, na qual se procuram respostas para uma série de perguntas chave: Quem habita hoje o meio rural na Galiza? Quais são os diferentes tipos de explorações agrárias galegas na atualidade? O minifúndio continua a ser, nos nossos tempos, um problema para o desenvolvimento agrário da Galiza ou é, de alguma maneira, uma agricultura de precisão? É correta a consideração das pequenas explorações labregas familiares como marginais?.

Carral intervirá na segunda jornada, que decorrerá em horário de tarde e cujo programa foca “Novas formas de vida no rural”.

A atividade poderá ser seguida de forma semi-presencial mediante convite (por causa do aforo limitado que implicam as medidas anti-COVID19), na Sala de Sala de Professores da Faculdade de Geografia e História da USC, e de modo virtual, através da plataforma Teams, como evento aberto, através de https://bit.ly/3gAz9aN